A Etnologia norte-americana e o ideal de progresso: representações sobre o Brasil e os brasileiros nos escritos de Thomas Ewbank (1846)

Carla Viviane Paulino

Resumo


Este artigo analisa alguns aspectos da narrativa de viagem Life in Brazil: or, a journal of a visit to the land of the cocoa and the palm 2, escrita pelo inglês radicado nos
Estados Unidos Thomas Ewbank (1792-1870), com base em sua viagem ao Rio de Janeiro em 1846. Impresso nos Estados Unidos e na Inglaterra, em 1856, e no Brasil,
somente em 1973, o livro e os textos publicados em revistas importantes do período alcançaram um público amplo. O relato mostra-se impregnado das concepções de
mundo relacionadas ao campo da Etnologia, no qual se discutia a “origem do homem” e o “lugar de determinadas raças em seus respectivos ambientes geográficos”. Este artigo pretende discutir e demonstrar a influência dessas concepções na escrita do relato, implicando em construções de imagens e representações de um Brasil que estaria condenado a um desenvolvimento lento e sempre inferior em relação ao da Europa e dos Estados Unidos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores: