A expressão pronominal no português brasileiro e no português falado em Cabo Verde — trilhando possíveis (as)simetrias

Francisco João Lopes, Ednalvo Apóstolo Campos

Resumo


In this paper, we present an initial comparative study between the pronominal expression of the Portuguese spoken in Cape Verde (PCV) and the Brazilian Portuguese (BP). We limit our research to pronominal pro-forms, understanding that pronouns are the deictic forms of the first-person and second-person and the referential forms of the third-person, in accordance to the pronominal syntax described under the theoretical frameworks of Government and Binding/Principles and Parameters (Chomsky, 1981, 1986). According to such theoretical framework, the reflective and reciprocal pro-forms are not pronouns, but bounded anaphora. Therefore, we exceptionally discuss some cases with bounded anaphora. Regarding the PCV, in addition to the study of the pronominal framework, we propose some considerations on the current status of the Portuguese language in Cape Verde in use, bilingualism and its socio-communicative reality situations. Therefore, this is not an exhaustive study of all pronominal pro-forms, neither a quantitative data analysis was applied.

 

Neste artigo apresentamos um cotejo inicial da expressão pronominal do Português de Cabo Verde (PCV) com o Português Brasileiro (PB). Restringimo-nos às próformas pronominais, entendendo como pronomes as formas dêiticas de primeira e segunda pessoas e as formas referencias de terceira pessoa, conforme a sintaxe pronominal descrita nos quadros teóricos de Regência e Ligação e Princípios e Parâmetros (Chomsky 1981, 1986). Nesses quadros as próformas reflexivas e recíprocas não são pronomes, mas anáforas ligadas. Excepcionalmente, portanto, abordaremos alguns casos com as anáforas ligadas. No que tange ao Português de Cabo Verde, soma-se ao estudo do quadro pronominal, considerações sobre o atual estatuto da língua portuguesa em Cabo Verde, as situações de uso, o bilinguismo bem como a sua realidade sociocomunicativa. Não se trata, portanto, de um estudo exaustivo de todas as pró-formas pronominais, nem é aplicada análise quantitativa aos dados.


Palavras-chave


Brazilian Portuguese; Capeverdean Portuguese; personal pronoun; português brasileiro; português caboverdiano; pronome pessoal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PAPIA

Revista Brasileira de Estudos do Contato Linguístico

e-ISSN: 2316-2767

ISSN: 0103-9415 (da versão impressa, descontinuada)

papia@usp.br

PAPIA é indexada no LATINDEX (http://www.latindex.unam.mx) e no DOAJ (http://www.doaj.org).