Histórico do periódico

A revista existe desde 1999, com o objetivo de fazer circular o pensamento crítico dos alunos do Programa de Pós-graduação na área de Estudos Judaicos, trazendo a multilateralidade como representação das diferentes correntes de pensamento.

Já naquela época, visava a colaborar para a elevação do nível do programa de pós-graduação, ativar o intercâmbio com outras entidades, em especial com universidades e com organizações judaicas, e vivificar, por meio da circulação das idéias, as pesquisas realizadas pelos alunos.

A comissão editorial do primeiro número da revista e do seguinte foi composta por Eliana Branco Malanga, Saul Kirshbaum e a professora responsável foi Berta Waldman.

A Revista de número 2 foi lançada no ano de 2001, e buscou fortalecer a proposta editorial trazendo artigos das áreas Filosofia, Teoria Literária, Estudos da Bíblia Hebraica, Antropologia no intuito ampliar o âmbito dos Estudos Judaicos. O número seguinte foi posto em circulação no ano de 2003, reforçando a intenção de tornar a revista uma publicação estável.

No mesmo ano, a revista Vértices, por meio de uma edição especial, de número 4, serviu como veículo de exposição do “índice de maturidade acadêmica dos alunos participantes do programa”, A comissão organizadora deste simpósio foi composta por Alessandra Cristina Monteiro de Castro Trigo, Edson de Faria Francisco, Renée Avigdor e Saul Kirschbaum.

No ano seguinte, o sucesso de nossa publicação se consolidou. À comissão editorial se somaram os nomes de Edson de Faria Francisco e Marta Marczyk, além da relevante colaboração  dos nomes de Marta Topel e Berta Waldman no trabalho de consultoria, cujo resultado foi a publicação de duas edições da Revista Vértices, de números 5 e 6 (uma no início e outra no final do ano). Aos artigos desenvolvidos pelos alunos do programa juntaram-se ensaios de outros pesquisadores, ampliando consideravelmente o campo de informações sobre os resultados mais recentes das pesquisas na área.

O sétimo número de Vértices, publicado no ano de 2005, foi dedicado aos trabalhos resultantes do III Simpósio dos Pós-Graduandos do Programa de Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas e contemplou temas como Língua, Literatura, História, Bíblia, Educação, Religião, Antissemitismo, Holocausto, Artes, entre outros assuntos relacionados ao judaísmo e ao povo judeu. O evento apresentou um crescimento significativo com relação aos anteriores.  Foram apresentadas 26 comunicações que contribuíram para a consolidação do patrimônio brasileiro referente aos estudos judaicos.

O número 8 da Vértices trouxe, no ano de 2005, duas novidades: trabalhos de tradução de textos teóricos relevantes e resenhas e comentários sobre algumas das principais obras dedicadas à critica textual da Bíblia Hebraica. Participaram desse número Alexandre Feldman, Edson de Faria Francisco, além de Berta Waldman e Marta Francisca Topel, como professoras consultoras.

A partir do Número 9, a Revista Vértices deixou de ser impressa e seu conteúdo passou a ser totalmente on line, via internet.

Essa pequeno histórico mostra a relevância desse trabalho e a necessidade de se garantir a continuidade do debate acadêmico entre os alunos de pós-graduação da área de Estudos Judaicos no país.