A Natureza da Linguagem na Criação do Mundo Através do Alfabeto Hebraico: Uma Comparação entre o Crátilo de Platão e o Sêfer Yetsiráh

Marcelo Maghidman

Resumo


Em lugar de a linguagem haver sido criada pelo homem, o Misticismo Judaico acredita que o mundo e tudo o que nele existe foi criado por Deus por meio da linguagem, especificamente através das infinitas combinações do Alfabeto Hebraico (as vinte e duas letras e os dez primeiros números). Desta forma, o universo constitui-se em um fenômeno da linguagem. O presente texto discute a importância da linguagem e uma classe de Metafísica do Alfabeto Hebraico, comparando as distintas aproximações entre o Crátilo de Platão e o Sêfer Yetsiráh. Como parte da análise o texto apresenta a Teoria da Linguagem de Gershom Scholem e a Metafísica do Alfabeto Hebraico de Elyahu Lipiner.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Vértices

Contato: Centro de Estudos Judaicos da USP

Tel/Fax.: +55 11 3813-6528

Email: verticeshebraico@gmail.com